Revista Pesca & Companhia - As melhores dicas para sua pescaria


Notícias

Publicado em 19/11/2008 por Luca Contro

Empresa do ramo químico causa desastre ecológico

Acidente que gerou forte impacto ambiental em município carioca já tem responsável

A Servatis – empresa carioca de industrialização de agroquímicos e química fina – assumiu hoje (19/11) a responsabilidade pela mortandade de peixes no rio Paraíba do Sul, localizado na região de Resende (RJ).

Segundo, a Agência do Meio Ambiente do Município de Resende (AMAR), ficou constatado que a empresa havia lançado um produto químico ainda não identificado no rio Pirapitinga, afluente do Paraíba.O órgão ambiental tomou conhecimento de um grande número de peixes mortos no manancial, por meio de uma denúncia feita por telefone, na tarde de ontem (18/11).  A partir daí, foi iniciado um estudo na área, que inclui a coleta dos peixes. Depois de 24 horas, a companhia química assumiu a autoria do desastre.

Como afirma o diretor da AMAR, Luís Felipe César, ainda não se pode mensurar as conseqüências do caso. “Nesse momento a gente só pode afirmar que o impacto é expressivo e que também há conseqüências nas outras formas de vida além dos peixes”; explica.

César estima que em 30 dias, após o fim do estudo sobre as conseqüências para o manancial, a multa e as medidas ambientais a serem tomadas pela empresa serão determinadas. Ele ressalta que, pela demora da empresa em assumir a responsabilidade, a substância tóxica se diluiu na água, dificultando a tomada de medidas para minimizar os problemas. “É talvez um dos maiores acidentes no rio Paraíba, em nossa região”; destaca.